Estuprador que se passava por pastor é apresentado pela Polícia Civil

Um estuprador acusado de ter violentado 40 mulheres foi apresentado, nesta terça-feira, pela Polícia Civil. Waldinei Ferreira da Ressurreição, de 34 anos, cometeu os crimes na Ilha do Governador e em Itaboraí. Ele se passava por pastor evangélico.

O criminoso agia sempre em comunidades carentes e só atacava as vítimas de madrugada, quando percebia que não havia nenhum homem na casa. Para entrar nas casas, ele dizia que estava ali para cobrar dívidas ou fugindo da polícia. Quando conseguia entrar, usava um utensílio da cozinha para ameaçar as vítimas.

Os crimes ocorreram em dois períodos :o primeiro foi em 2003, quando acabou preso, e de 2005 a 2007. Há três anos, ele se mudou da Ilha para Itaboraí e os estupros pararam de acontecer. Em janeiro deste ano, Waldinei voltou a fazer vítimas. A PM acredita que ele tenha estuprado 23 mulheres na Ilha e 17 em Itaboraí.

Os investigadores chegaram até Waldinei graças a um celular roubado de uma das vítimas. Rastrearam o aparelho e descobriram que a esposa do estuprador era a dona. Apesar de se dizer inocente, o criminoso tem uma cicatriz nas costas, reconhecida por todas as mulheres estupradas.

Fonte: SRZD
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News