'Vou falar com Deus e o diabo pelos R$ 560', diz Paulinho

Apesar das pressões do Palácio do Planalto e do seu próprio partido, o deputado Paulinho da Força (PDT-SP) afirmou que irá insistir na defesa no valor de R$ 560 para aumento do salário mínimo. “Vou falar com Deus e o diabo no Congresso”, disse o deputado, que é também presidente da Força Sindical.
O deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força

Paulinho deu a declaração logo após participar de uma reunião com o ministro do Trabalho e presidente licenciado do PDT, Carlos Lupi, a Executiva do partido e a bancada na Câmara. Antes, Lupi esteve com a presidenta Dilma Rousseff. Ele contou que o governo vai insistir na defesa do valor de R$ 545.
“Mas nós vamos continuar reuniões permanentes. Ainda não fechamos questão. Vamos trabalhar para fazer a união da bancada”, disse Lupi, em entrevista coletiva após o encontro. “A presidenta defendeu os R$ 545, mas com muita generosidade e muito carinho”, completou o ministro do Trabalho.
Dentro da reunião, Lupi afirmou que estava numa situação desconfortável. Como integrante do governo, ele tem defender o valor definido pela presidenta. Ao mesmo tempo, reconheceu que o aumento do salário mínimo é uma bandeira histórica do PDT. Lupi disse que irá tentar conversar os deputados até o momento da votação.
O deputado Paulinho da Força afirmou que ainda hoje irá se reunir com o senador Aécio Neves (PSDB-MG) para tentar um acordo. Os tucanos, por hora, defendem a aprovação de uma emenda no valor de R$ 600, como quer ex-governador de São Paulo José Serra. O DEM apoia os R$ 560 e tenta atrair integrantes da base junto com o PDT.
Fonte: Ultimo Segundo
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News