Ruth Graham quer mais transparência nas igrejas

Filha do evangelista Billy Graham discute projeto com autores, líderes e pastores

Ruth Graham quer mais transparência nas igrejas
Ruth Graham trabalha para trazer um movimento pela transparência nas igrejas. A filha do evangelista Billy Graham se reuniu recentemente um grupo de foco de pastores, professores e autores na Carolina do Norte para discutir a transparência nas igrejas.

"Há elefantes na igreja, que pode ser um vício, divórcio, pornografia, solidão, doença, prisão, homossexualidade, morte e perda de emprego”.


"Os elefantes não são aceitáveis, por isso não há muito apoio da igreja. O Senhor colocou em meu coração para incentivar as igrejas tratar esses assuntos".

Entre aqueles que foram convocados pela filha de Graham estão o pastor João Bispo da megachurch, Paul Young autor do livro A Cabana, pastor e autor Brian Zahnd, Lisa Harper autora de Mulheres de Fé, Ted e Gayle Haggard, e muitos outros. 

Eles oraram e colaboraram em uma estratégia para construir uma estrutura teológica para influenciar as igrejas a receberem as pessoas da maneira que elas estão.

Ruth Graham diz que depois que se divorciou do primeiro marido por infidelidade. Ela precisou de alguém para cuidar dela, pois de uma hora para outra se viu mãe solteira.

Apesar das advertências de seus pais, se casou com um homem que ela tinha conhecido há seis meses. Ruth diz que dentro de 24 horas, ela sabia que ela tinha cometido um erro, e apenas cinco semanas depois, ela fugiu do homem.

"Depois de dois dias queria voltar para a mamãe e papai, mas tinha receios do que eles me diriam”, disse ela.

"À medida que me aproximei da garagem de casa, meu pai estava lá esperando por mim. Quando eu saí do carro, ele me abraçou e disse: "Seja bem vinda a sua casa". Isso é o que Deus faz por nós quando estamos quebrados, e quero passar isso para os outros".

O Bispo, fundador e pastor titular da Igreja Vida Esperança, em Vancouver, Washington, uma das igrejas que mais cresce nos EUA, decidiu ficar transparente com a sua congregação sete anos atrás. Naquela época, a esperança que tinha era de 350 membros, hoje é cerca de 7 mil.

"Joguei o plano de cinco anos fora pela janela e decidi ir para onde Deus me conduz", disse o Bispo, autor do livro, As Igrejas perigosas. "Os pastores têm medo de serem rejeitados. Em vez de esconder os meus problemas, que meu filho era um viciado em drogas, eu compartilhei com a congregação. Nossa igreja começou a expandir. É tudo por causa da transparência", conclui Ruth Graham.


Fonte: Cpad News
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News