Arqueólogos descobrem ruínas de possível igreja cristã da época bizantina em Israel

Cidade de Acre é conhecida como fonte na disseminação do cristianismo

Arqueólogos descobrem ruínas de possível igreja cristã da época bizantina em Israel
Arqueólogos israelenses encontraram durante escavações na cidade histórica de Acre uma antiga estrutura que, segundo todos os indícios, trata-se do primeiro imóvel de uso público da época bizantina na Terra Santa (324 d.C. a 638 d.C.).

Foi anunciada pela Autoridade de Antiguidades de Israel, a descoberta que data de aproximadamente 1,5 mil anos atrás, período que deixou inúmeras ruínas e artefatos perdidos por toda a Terra Santa, mas do qual até agora não se conhecia nenhum em Acre, cidade situada no litoral norte do país, próxima à fronteira com o Líbano.

"É bem possível que seja uma igreja", indicou em comunicado a arqueóloga Nurit Feig, diretora do projeto. 


É a primeira vez que a Autoridade das Antiguidades de Israel encontrou uma prova sólida que a cidade de Acre teve um papel no início do Cristianismo.

Segundo ela, o prédio sofreu danos devido aos trabalhos de construção de um novo centro comercial, que não tinham sido coordenados com a Autoridade de Antiguidades de Israel.

A legislação israelense exige que este organismo supervisione todo projeto de grande envergadura, especialmente em áreas sensíveis como a da jazida arqueológica de Tel Acre, onde foi achada a estrutura.

"Até agora, a cidade era conhecida pelas fontes cristãs que mencionavam como seu bispo participou na disseminação do cristianismo", acrescentou Feig.
 
Do período bizantino, foram encontradas há anos em Acre residências privadas junto ao mar, mas até agora não se tinha encontrado nenhum imóvel público que ilustrasse a vida diária da sociedade da época.

O solo de uma das salas do complexo descoberto estava recoberto por um mosaico e, no pátio exterior, há um poço.

O impressionante imóvel descoberto nesta semana é feito de pedra, com ornamentações em mármore, o que, somado aos abundantes restos de azulejos, vasos de cerâmica e moedas, indica que se tratava de um lugar público e, talvez, sede do bispo cristão da cidade nos tempos bizantinos.

Textos cristãos muito antigos indicam que há séculos os bispos de Acre e Caesarea - outra cidade na costa mediterrânea em Israel, cerca de 50 quilômetros mais ao sul - costumavam participar de encontros internacionais que serviam para definir as primeiras doutrinas cristãs.

Segundo Feig, a escassez de ruínas bizantinas se deve às numerosas conquistas que a cidade sofreu nos séculos posteriores e à influência dessas outras culturas que foram ocupando-a.

Por sua localização estratégica e seu porto, Acre foi durante séculos um importante centro cosmopolita. Ruínas da cultura cristã que passaram pelo local podem ser facilmente observadas pelas ruas da parte antiga da cidade, declarada pela Unesco como Patrimônio da Humanidade em 2008.
Esta equipe de escavação regularmente encontra Igreja e tumbas em Israel, as quais naturalmente compara com as histórias da Bíblia para exatidão histórica.

Em fevereiro passado, os arqueologistas encontraram um muro em Jerusalém que data do tempo de Salomão e combina com a descrição da Bíblia daquela era. O muro foi descoberto fora da Cidade Antiga de Jerusalém e data de 3000 anos, disse a arqueologista Dra. Eliat Mazar.

Mazar disse que a passagem em I Reis 3:1 descreve uma cidade que é mais provável de estar conectada com o muro antigo da Cidade de Davi que cerca o templo e o novo palácio construído pelo Rei Solomon. O muro está localizado entre a Cidade de David e o muro do sul que cerca o Monte do Templo.

A Descoberta do muro antigo foi um projeto entre a Autoridade de Antiguidades de Israel, Israel Nature e Parks Authority, e a Universidade Hebrew.
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News