De olho na Câmara, católicos vão seguir tática evangélica


A Igreja Católica pretende jogar com as mesmas armas dos  evangélicos para enfrentá-los na disputa eleitoral no ano que vem em Rio Preto. A semente lançada por grupos católicos é de evitar rachas em paróquias que pretendem lançar candidatos a vereador para ampliar as chances de ganhar a eleição. A estratégia é comumente utilizada entre os evangélicos, em que algumas igrejas chegam a “fechar” com determinados candidatos.
A “bancada da fé” da Câmara é dividida entre seis vereadores católicos e cinco evangélicos. Do primeiro lado, sobressaem-se nomes como os de Eduardo Piacenti (PPS) e Marco Rillo (PT). Do evangélico, o de Gerson Furquim (PP) e do presidente da Casa, Oscarzinho Pimentel (PPS).  Oscarzinho, aliás, comanda neste segunda-feira (27) sessão solene na Câmara em homenagem a pastores evangélicos. 
A intenção de evitar racha e pulverizar votos entre católicos já foi lançada. O coordenador da Pastoral Fé e Política, diácono José Amâncio Gomes, admite a estratégia de evitar fissuras nas comunidades católicas.

“A conscientização é abrir mão de posições pessoais para avaliar se o outro pode ter mais condições eleitorais. O que a gente tem feito e pretende fazer mais a partir do segundo semestre é justamente esse trabalho de conscientização, mas nunca no nível de dizer que a comunidade vai apoiar tal candidato”, diz o diácono.
Segundo José Amâncio, a “conscientização” dos católicos será intensificada a partir do segundo semestre. Mas há controvérsias. “Acho uma estratégia inteligente. Quando fui candidato na minha comunidade, um dos motivos da minha eleição foi que não teve muita divisão”, lembra  Maurin Alves Ribeiro (PC do B), que atua na paróquia do bairro Maria Lúcia, na zona norte da cidade.
Os evangélicos também vão com tudo para a eleição. “As maiores igrejas evangélicas vão ter candidatos”, afirma Jabis Busqueti (PTB), suplente que tomou posse em abril. Ele é da Quadrangular e afirma que a igreja vai fazer prévia em setembro para escolher quem será o candidato. Em 2008, quatro foram lançados.
A Igreja Universal também se prepara em Rio Preto. Em 2008, elegeu  Sebastião Santos (PRB), que é pastor, e entrou com suplente de vereador.  Dois anos depois ele se elegeu deputado estadual. Para seu lugar como vereador em 2012, a Universal deve lançar candidato identificado como  pastor Souza, que veio de São José dos Campos.
Fonte: Rede bom Dia
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News