Crescem denúncias de poluição sonora contra igrejas de Manaus

Três igrejas foram interditadas pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semmas), entre 1º de janeiro e 15 de março deste ano, por poluição sonora. Foram registradas 59 denúncias populares contra instituições religiosas nos primeiros 75 dias de 2012.

Em 2011, 478 igrejas foram denunciadas à Semmas por poluição sonora e 36 foram notificadas. O chefe de fiscalização da Semmas, engenheiro Norberto Magno, afirmou que o quantitativo de denúncias entre janeiro e março de 2012 corresponde a 12,3% do total registrado no ano passado.

Além das três igrejas interditadas, outras 13 foram notificadas. A Semmas não divulgou o nome das instituições. Norberto Magno ressalta que a fiscalização da secretaria, visa, principalmente a orientação dos responsáveis quanto à necessidade de licenciamento e modulação do som. “Muitas instituições alegam falta de recursos para implantação dos projetos acústicos”, destaca. A Semmas está formando um grupo de trabalho para prestar o apoio técnico às igrejas sobre os procedimentos necessários ao licenciamento.

O pastor Aroldo Telles de Oliveira, da Igreja Evangélica do Avivamento Jesus é o Caminho, disse que gastou R$ 140 mil para fazer o isolamento acústico da igreja que dirige, na Avenida Constantino Nery, Centro. Ele chegou a ser preso em flagrante por poluição sonora, durante um culto matinal em maio de 2009. “Nós evangélicos sofremos preconceito por parte de alguns vizinhos que não gostam de Deus”.

Fonte: D24am
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News