Em debate, professor de ciências da religião afirma que “igreja evangélica se tornou extremamente corrupta”

O tema corrupção é parte dos assuntos abordados na Carta de Princípios para 2012 da Universidade Presbiteriana Mackenzie e foi discutida no programa “Academia em Debate”, pelo reverendo Augustus Nicodemus Gomes Lopes, chanceler da universidade e pelo Doutor e professor de ciência da religião Paulo Romeiro.

Sobre as igrejas evangélicas brasileiras, Romeiro afirmou que “uma boa parte da igreja brasileira se tornou extremamente corrupta. As igrejas se tornaram muito criativas no levantamento de fundos, você vai encontrar uma campanha depois da outra, um objeto depois do outro”.

Segundo Romeiro, “a questão da corrupção se tornou muito visível no contexto evangélico brasileiro” e que “a corrupção está nas entranhas” da sociedade brasileira, o que influenciaria na conduta das lideranças evangélicas neopentecostais.

Entre questões eclesiásticas que influenciam as prioridades de muitos líderes, está o distanciamento da “palavra de Deus”, de acordo com Paulo Romeiro, que emendou: “Hoje as igrejas se preocupam mais com o carisma do que com o caráter”.

O reverendo Nicodemus pontuou que não há irregularidades em arrecadar doações, porém “o problema é que estão entregando o dinheiro da viúva pobre para enriquecimento próprio”.

Assista no vídeo abaixo, a íntegra do programa “Academia em Debate”:
Fonte: Gospel+
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News