O “atirador do cinema” estava possuído, afirmam padres e pastores

Satanás pode ter levado James Holmes, o “assassino do cinema” a abrir fogo contra as pessoas no Colorado, num tiroteio que custou 12 vidas e feriu mais 58. Enquanto o veredito final não sai, continua o debate religioso sobre o tema.

“Ele estava possuído por demônios? Talvez. Isso acontece”, disse o padre Dwight Longenecker em sua coluna no site religioso Patheos. O padre que trabalha em uma igreja católica de Greenville, Carolina do Sul não é o primeiro a tentar oferecer explicações para a explosão de violência enquanto procuram dar orientação espiritual para lidar com o assunto.

Muitos outros líderes religiosos e figuras públicas têm suscitado algumas discussões acaloradas sobre a tragédia.

Mike Huckabee, um dos ex-pré-candidatos a presidência pelo partido Republicano é pastor batista e culpou “o problema do pecado” da nação pelo crime. Ele repetiu a maioria dos argumentos do deputado republicano Louie Gohmert, do Texas, afirmando que o tiroteio aconteceu porque a oração não é mais permitida nas escolas públicas e que os norte-americanos perderam a “mão protetora” de Deus.

Longenecker descartou a maioria das explicações sobre o que poderia ter motivado Holmes: problemas de infância, doença mental, constrangimento social, opiniões políticas ou religiosas extremadas, ou a exposição a jogos violentos. Também foi ventilado que o próprio filme do Batman seria uma má influencia, uma vez que James Holmes teria afirmado que era o Coringa (principal inimigo do homem-morcego).

O verdadeiro culpado, segundo o padre é uma força espiritual maligna. “Possessão demoníaca é uma doença estranha, que causa uma terrível aflição psico-espiritual”, disse Longenecker. “Em termos simples, uma inteligência malévola infesta a mente e o espírito de uma pessoa.”

O padre admitiu que agora “diagnosticar a possibilidade de influência demoníaca é extremamente difícil”. Mas em sua coluna, o padre Longenecker sugere que é possível apenas dizer que Holmes foi “tomado por Mal”.

“Sempre que o mal se manifesta, ele usa uma máscara… Alguma coisa aconteceu com aquele aplicado aluno de ciências. Ele virou um monstro. Algo torceu sua mente e coração, e o mal entrou e tomou conta de sua vida infestada”, concluiu.

A colocação do padre gerou diversas reações contrarias na Internet. A maioria das pessoas não acredita que é possível que uma força sobrenatural possa ser acusada pelos assassinatos e que James Holmes é o único culpado por tudo que aconteceu.
O pastor evangélico Rick Warren, da megaigreja Saddleback, na Califórnia postou um comentário polêmico no Twitter. Falando sobre o atirador, James Holmes, escreveu “Quando os alunos aprendem que eles são apenas animais, agem como tais”. Sua critica indireta aborda uma antiga discussão sobre a decisão de se ensinar nas escolas americanas apenas a teoria da evolução, atestando que o homem é um “animal racional” que descende dos macacos.

Bryan Fischer, o porta-voz da tradicional “Associação da Família Americana”, foi rápido em emitir um comunicado em nome da entidade cristã, criticando o ensino da evolução na rede pública e classificando o tiroteio como mais uma prova do “ataque aos valores judaico-cristãos” feitos diariamente no país.

O pastor J Lee Grady, colunista da revista Charisma, ecoou muitos dos argumentos do padre. “Você pode me chamar de simplista ou antiquado, mas ainda acredito que o diabo e seus demônios são reais e que Satanás é a razão pela qual pessoas como James Holmes cometem crimes horríveis como o que assistimos [em Colorado]. Você não pode explicar esse ato de terror usando apenas a psicologia e você certamente não pode culpar a Deus”, escreveu ele.

Conforme tem sido noticiado pela imprensa, a família de Holmes é parte de uma igreja Luterana em San Diego, Califórnia. Seus pais dizem que deram a ele uma educação cristã e não entendem o que levou o filho de 24 anos a se afastar dos princípios que aprendeu em casa.

O pastor Jerald Borgie, líder da Penasquitos Lutheran Church disse que conviveu com James durante 10 anos na igreja e que ele era um jovem dedicado e muito inteligente. Embora não tenha visto o jovem nos últimos seis anos, desde que Holmes foi para a faculdade, Borgie pediu que as pessoas orem pelo rapaz antes de julgá-lo.

Traduzido de Charisma Mag, Patheos e Huffington Post
Fonte: Gospel Prime
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News