Evangélico goleiro Jefferson do Botafogo comenta a polêmica sobre desenho de peixe

Após participar da semifinal da taça Guanabara com um peixe desenhado na cabeça o goleiro Jefferson comenta da punição e diz que não prejudicou ninguém. Goleiro condena exagero sobre o desenho, que representa os Atletas de Cristo: ‘Tem gente que comemora com gesto de arma e ninguém fala nada’. – Confira e comente…

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) disse que estudaria o corte de cabelo do goleiro Jefferson, do Botafogo, que atuou na vitória por 1 a 0 sobre o Flamengo, pela semifinal da Taça Guanabara, com um peixe desenhado na cabeça, pois poderia ser considerado uma manifestação religiosa, o que seria uma infração aos códigos disciplinares. A figura representa os Atletas de Cristo e ele afirmou que vai manter a imagem para a decisão, domingo, contra o Vasco. Jefferson não fez qualquer consulta ao departamento jurídico e vice-versa. O jogador considerou um exagero a repercussão em torno do caso. O goleiro lembrou situações pouco veiculadas em outros momentos e garantiu que já usou o peixe em outras oportunidades.

- Vou deixar como está. Não estou prejudicando ninguém. Exageraram. Eu já tinha feito isso em outros jogos e não falaram nada. Esse é o símbolo dos Atletas de Cristo, nos identificamos com isso. Cada um expressa a fé como quiser. Não quis polemizar nada. Tem gente que comemora gol com gesto de arma e ninguém fala nada – disse Jefferson.

Apesar da convicção de que vai manter o penteado, o goleiro deixa claro que se em algum momento perceber a possibilidade de o Botafogo ser prejudicado, não exitaria em raspar. Nem considera que a torcida possa sentir o golpe por ser reconhecidamente supersticiosa.

- Aqui no Botafogo, eu já venci careca, com estrela, não programo isso. Fiz contra Bangu, Madureira e não preciso disso. Sei do potencial. Ele não está no meu corte de cabelo, nem a minha fé – comentou Jefferson.

Ele acredita que, se o Botafogo não tivesse se classificado para a decisão, a repercussão não aconteceria. Ele ainda usou uma passagem bíblica para dizer como poderia ser punido com uma manifestação religiosa.

- Se tivesse perdido, isso nem apareceria. É uma coisa que tenta levar paz e harmonia. Já fiz homenagem para a minha esposa. Estou tranquilo. Se fosse alguma coisa para agredir ou prejudicar alguém ou o peixe que engoliu Jonas, tudo bem. Não é para tanto – afirmou o goleiro.

Fonte: Infor Gospel
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News