O drama da seca e a solidariedade da Igreja


Trabalho pelo sertão nordestino há 32 anos e já acompanhei várias estiagens e duas grandes secas: uma no início da década de 1980 e a destes últimos meses, que está sendo de longe, muito mais dramática.
No início de fevereiro fiz uma viagem pelo sertão da Paraíba e de Pernambuco. Contemplei muitas carcaças de animais pelas beiras das estradas, imagens que denunciam a gravidade de situação que abate milhões de sertanejos.
Esta é a seca mais severa dos últimos 30 ou 40 anos, dependendo da região. Na Paraíba, quase metade do rebanho bovino foi dizimado. Minha tia que mora em Arcoverde (sertão de Pernambuco) ouviu no noticiário sobre um pequeno agricultor que, tendo perdido toda lavoura e animais, atirou na cabeça das últimas cinco reses magérrimas que ainda resistiam à fome. Em seguida, atirou na própria cabeça.
Na zona rural a seca atinge uma dramaticidade aguda e agonizante, pois a ajuda governamental não chega a todos os povoados, pelo menos de forma suficiente. Isto acontece em todos os estados nordestinos, da Bahia ao Piauí. Só o Maranhão escapa, devido sua proximidade com a Amazônia.
Mães choram ao ver seus filhos beberem água contaminada, escura e fétida, mas não há outra água. Pequenos agricultores se desesperam ao ver anos de árduo trabalho consumidos pela cruel estiagem. Conversando com um líder de uma comunidade quilombola sertaneja de 130 famílias, ele disse, em lágrimas, que levarão dez anos para recuperar o que perderam. As fotos que ilustram este texto são, em sua maioria, desta comunidade.
Mas, em meio à dor e sofrimento, Deus está trabalhando. Um povoado paupérrimo e desprovido d’água recebeu de uma igreja um caminhão cheio de galões de água e outras doações. Após a distribuição, o líder local e outras pessoas da comunidade cercaram o pastor, agradeceram as doações e disseram, em meio a suas grandes carências: “apesar da nossa precisão, o próximo caminhão o senhor traga cheio de crentes, pois precisamos muito ouvir a Palavra de Deus!”.
Água suja é a única opção.
Água suja é a única opção
Por fim, conclamamos as igrejas locais do Brasil a se mobilizarem através de suas redes de igrejas denominacionais, instituições missionárias e sociais que labutam no sertão a doarem recursos que se destinem a soluções de abastecimento de às populações rurais que não recebem assistência governamental.
Pela graça de Deus, acabamos de receber a confirmação de doações de dois poços artesianos. Um foi doado pela 8ª Igreja Presbiteriana de Belo Horizonte, MG, e o outro por casal da Igreja Batista do Povo em São Paulo, SP.
Pedimos orações pelo trabalho de abertura desses poços, que exigem toda uma preparação da comunidade receptora, com algumas reuniões, a necessária doação de um pedaço de terra para abertura do poço, para que o mesmo seja comunitário (e nunca venha tornar-se propriedade particular de alguém), e para que o poço seja realmente uma solução e uma bênção para todos da comunidade e não um fator de conflitos (que pode se tornar caso a comunidade local não seja devidamente preparada).
Nas regiões do sertão da Paraíba e adjacências nossas iniciativas são em parceria com a ACEV (Ação Evangélica). E em outras regiões, estamos nos juntando a outras organizações.
Embora o principal foco dessa iniciativa é a abertura de poços artesianos, pode ser que em alguma comunidade a melhor solução seja a construções de cisternas, poço amazonas, etc, o que será definido pelo diálogo dos líderes da comunidade local e por técnicos competentes, com nossa participação.
Filas de baldes a espera de água
Fila de baldes a espera de água
As igrejas e as populações pobres do sertão precisam da demonstração solidária do amor cristão do povo de Deus. Mãos e corações à obra, há muito para fazer, há muitos para amar!
Para doar
Conta especial para depósito de ações sociais. Pedimos que, após efetuar o depósito, você nos envie e-mail com cópia digitalizada do comprovante, se possível, informando-nos o valor e o(s) nome(s) do(s) doador(res):
Ministério Miss. Juventude Ev. Paraibana (Missão Juvep)
CNPJ 12.720.397/0001-75
Caixa Econômica Federal
Agência 036
Operação 013
Conta Poupança 317988-3
Comprometemo-nos a enviar-lhes a prestação de contas com o relatório das doações e suas aplicações.
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News