Igrejas Evangélicas e Católicas são vendidas na Alemanha por êxodo de fieis

Os templos de Igrejas Evangélicas e Católicas pode ser vistos em sites criados para facilitar e agilizar as vendas. A igreja Evangélica protestante no período de 1990 a 2012 fechou 340 Igrejas e na Igreja Católica os números não são diferentes, no relatório de 2012 cerca de 400 foram fechados. 

A venda de igrejas católicas e evangélicas da Alemanha segue uma lei categórica vigente no capitalismo. Sem dinheiro e sem fiéis, os templos religiosos perdem a sua razão de ser e os religiosos por não ter condições de mante-los vendem os edifícios onde antes se pregava a palavra de Deus. Segundo estatísticas oficiais, existem atualmente na Alemanha cerca de 10% de católicos e 17% evangélicos menos que tinham no início dos anos noventa.

A venda dos templos revela um fenômeno não aceito pelos fieis e provoca preocupação no meio religioso. É o fato que a grande maioria das igrejas que são vendidas são transformadas em restaurantes atraentes, pistas de dança, escritórios e academias de luxo, como foi feito com o templo da igreja evangélica Stephanuskirche(foto), que se localizava no elegante bairro de Eimsbüttel Hamburgo, ou com o mosteiro Geistingen(foto) perto de Colônia , que foi transformado em um complexo habitacional de luxo.

Vende-se uma igreja por € 135 mil (R$ 350 mil). Quem está à procura de uma capela pode conseguir uma por € 20 mil (R$ 51 mil).

A Igreja Protestante fechou entre 1990 e 2010, 340 dos quais 46 templos foram demolidos e é possível que outros mil templos têm de ser fechadas nas próximas duas décadas devido a um problema que o pastor Maiwack Reinhardt, porta-voz da instituição, sabe de cor. “Entre 120.000 e 150.000 pessoas deixam a Igreja a cada ano”, disse Pastor El Pais.

As estatísticas da Igreja Católica são semelhantes. De acordo com o relatório anual 2011-2012 da Conferência Episcopal, 126.488 pessoas deixaram em 2011 a Igreja Católica na Alemanha, uma fuga que obrigou os bispos a fechar mais de 400 templos. “Nos próximos 10 anos, calcula-se que cerca de 700 igrejas não serão mais usadas para celebrar a liturgia”, disse o porta-voz da Conferência Episcopal, Kopp Mathhias.
Uma igreja evangélica na cidade de Hamburgo, vendida no final do ano passado por falta do comparecimento de fiéis, agora está nasmãos do islã. O negócio acabou com a convivência pacífica entre cristãos e muçulmanos na cidade.

Na semana passada, cerca de 300 neonazistas iniciaram protestos contra seguidores do islã. A polícia teve de intervir para evitar uma briga religiosa.

Fonte: Infor Gospel
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News