Pastor é preso e Igreja Assembleia de Deus é fechada pelo governo iraniano

Pastor Robert Asserian da Assembleia de Deus foi preso no Irã e as autoridades fecham a Igreja.O pastor George Wood, presidente do Comitê Mundial das Assembleias de Deus comentou em nota no seu site o aumento da repressão as Igrejas evangélicas pelo governo do Irã e pede a oração dos assembleianos e de todos os Cristãos. -Confira, entenda e comente...

As forças de segurança iranianas anunciou o encerramento das atividades da Igreja Assembleia de Deus de Teerã no Irã, o fechamento do templo se deve a repressão aos cristãos se intensificou antes das eleições de junho, disseram as fontes.

O pastor Robert Asserian foi preso na terça-feira (21 de maio), durante uma reunião de oração na Igreja Assembleia de Deus central do Teerã, logo após as autoridades terem entrado em sua casa, onde confiscaram seu computador, livros e outros pertences, e até o momento não se sabe da situação do pastor e nem é informado pelas autoridades se ele esta bem ou não na prisão. Segundo o grupo de defesa Christian Solidarity Worldwide(Solidariedade Cristã Mundial) -(CSW) e a Farsi Christian News Network (Rede de Noticias Cristãs Persa) (FCNN) informou que os agentes da Guarda Revolucionária chegou no dia seguinte (22/05/13) e anunciou que a igreja estava sendo fechada por tempo indeterminado.

Houve uma repressão pesada sobre o cristianismo no Irã no ano passado. Os analistas acreditam que as autoridades tem intensificado perseguição, por conta da aproximação das eleição presidencial que serão no mês de junho e o aumento das Igrejas Evangélicas no país.

Um dos motivos que levou as autoridades iranianas a fechar a Igreja Assembleia de Deus na região central do Teerã no país, segundo informa o Morning Star News e o fato da denominação ter feito uso da língua persa (farsi), em sermões na igreja, para que os iranianos que se converteu do islamismo e do judaísmo entendam e possa acompanhar as pregações do evangelho, e isso incomoda em particular o governo iraniano.

“A preocupação ou medo principal do governo é que os que falam a língua Farsi(Persa) e são muçulmanos podem assistir um culto, entender e converter-se também, em uma das pregações na igreja, por isso, a pressão para fechar a Igreja AD que utiliza e parar com as pregações na língua Farsi (Persa)”, disse Khataza Gondwe, correspondente na África e Oriente Médio ao Morning Star News.

E o pastor George Wood, presidente do Comitê Mundial das Assembleias de Deus e do Concílio Geral das Assembleias de Deus nos Estados Unidos em post no seu site disse que os crentes iranianos estão preocupados com o fechamento da Igreja Assembleia de Deus, pois é uma denominação que tem autorização para cultuar no país, e o fechamento pode ser um anúncio publico do final do Evangelho do Senhor Jesus Cristo no país através das denominações, mas cremos que este evangelho pregado continuará nos corações das igrejas(pessoas) edificadas pela Palavra da Salvação.

O pastor George Wood pede no texto que o Conselho Mundial de Igrejas membros de todas as Igrejas Assembleias de Deus se empenhem em oração pelo pastor Robert Sryan que esta preso e pelos outros membros e pastores que também estão encarcerados por serem Cristãos. Também ínsita a orarem pelas autoridades iranianas para que possam deixar o povo ser livre para cultuar como é de direito.

A Igreja das Assembleias de Deus em Teerã começou como uma igreja doméstica em 1995 e precisa das orações para que, se for da vontade de Deus, continue pregando o Evangelho nesta nação.

Fonte: Infor Gospel
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News