Após disputa, versão de Noé lançada nos cinemas será a de Darren Aronofsky

O site The Hollywood Reporter anunciou o fim da disputa entre o diretor Darren Aronofsky (“Cisne Negro“) e a produtora Paramount, responsável pelo financiamento do filme “Noé“, épico bíblico que é sonho de infância do diretor.

No fim do ano passado, o mesmo portal de notícias havia divulgado que as duas partes estavam em desacordo sobre a possível versão final do filme a chegar aos cinemas: procupada com a reação da parcela mais conservadora da audiência, que poderia ficar ofendida com uma versão mais “artística” da história bíblica, a produtora queria um corte mais ameno, o que contradizia a visão original de Aronofsky. Exibições teste com a versão do estúdio foram feitos sem a aprovação do diretor, que não ficou feliz com a situação.

Em entrevista especial ao THR, o diretor comentou sobre seu descontentamento:
“Eu fiquei chateado, é claro. Ninguém nunca tinham feito aquilo comigo… Eu imagino que se fizesse filmes de comédia e terror, [exibições teste] seriam de ajuda. Em dramas, isso é muito, muito difícil de se fazer. Eu nunca fui a favor”.

O site também comenta que a Paramount argumentou que as audiências eram sofisticadas o suficiente para avaliar filmes sem efeitos especiais finalizados, opinião com a qual o diretor também não concorda. O resultado foi que o estúdio comecou a receber reclamações de uma parcela de espectadores conservadores que queriam ver uma história literal, 100% em acordo com a bíblia, mas que, ao mesmo tempo, por vezes se mostrava insatisfeita com aspectos bíblicos representados no filme – como em uma cena onde o Noé fica bêbado, ou sobre seu constante conflito mental.
“Uma preocupação era que muitos conservadores que têm expectativas mais literais de um filme sobre Noé pudessem se revoltar contra ele [o longa] e se tornar hostis”, comentou Rob Moore, vice presidente da Paramount. ”Existem muitas pessoas que têm uma experiência muito emocional como – ‘Opa, opa, um estúdio de Hollywood está tentando contar uma história da minha fé, e eu estou cético’. Não necessariamente 50% das pessoas, mas talvez 10 ou 20%. E essas pessoas podem ser bastante barulhentas.” 

No fim, os testes feitos pelo estúdio não corresponderam às expectativas e a versão final do filme a rodar nos cinemas será a de Aronofsky.
“Eu não tive problema algum em honrar e respeitar completamente tudo o que a bíblia aceita como verdade… [...]“, disse Aronofsky.

O diretor comentou ainda que quis criar para os descrentes “um mundo fantástico à la Terra Média que não esperariam do catecismo de suas avós” e, ao mesmo tempo, queria fazer um filme para aqueles que levam a fé “muito, muito a sério”. Satisfeito, o diretor comentou ainda sobre sua visão para a história e suas expectativas sobre a reação das audiências, tanto a religiosa quanto as outras:
“Queríamos destroçar as expectativas sobre quem é Noé. A primeira coisa que eu disse a Russell [Crowe, de 'O Homem de Aço', protagonista do filme] foi ‘eu nunca vou te filmar num barquinho com duas girafas atrás’. Você verá Russell Crowe como um super herói, um cara a quem é apresentado um desafio incrivelmente difícil e ele precisa vencê-lo. [...] Para as pessoas que querem tudo ao pé da letra, seria ótimo comunicar que os temas do filme estão de acordo com os da bíblia – ideias sobre esperança, segundas chances e família. Se eles se permitirem, terão uma experiência incrível com o filme. Se não, a perda é deles.“

Além disso, a reportagem confirma a duração do filme: 2h e 12min. Na história, Noé (Crowe) recebe a missão divina de criar um arca para salvar todas as criaturas de um dilúvio enviado pelo Deus judaico-cristão para punir os homens por seus pecados e reiniciar o legado humano sobre a Terra. Jennifer Connely (“Diamante de Sangue”) será Naameh, sua esposa. O filme ainda terá Anthony Hopkins (“Thor”) como Matusalém, o homem mais velho a caminhar pela Terra, avô de Noé. Logan Lerman (“Os Três Mosqueteiros”) e Douglas Booth (“Lola“) como os filhos do protagonista, Cam e Sem; e Emma Watson (“Sete Dias com Marilyn”) fará uma jovem chamada Ila, apaixonada pelo personagem de Booth.

Completam o elenco Kevin Durand (“Robin Hood”), que viverá um gigante aliado de Noé, Marton Csokas (“A Supremacia Bourne“), Mark Margolis (“Imortais”), e o vilão da trama, Ray Winstone (“Os Infiltrados”).

Fonte: Diário do Nordeste
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News