Magno Malta anuncia pré-candidatura à Presidência da República

Em longo discurso nesta terça-feira (18), o senador Magno Malta (PR-ES) anunciou em Plenário que é pré-candidato à Presidência da República. Ele comunicou a entrega de uma carta ao Partido da República pleiteando o direito de ser o candidato da legenda nas eleições deste ano. O discurso foi acompanhado por membros de entidades religiosas.

– Este é um dia importante para mim. Eu diria que é um dia ímpar na minha vida, na minha história. O que me traz a esta tribuna é que nunca escondi de ninguém o meu sonho, o meu desejo de disputar a Presidência da República – disse.

O senador lembrou seus trabalhos como presidente da CPI do Narcotráfico e da CPI da Pedofilia.

– Revelei um país que está entre os três maiores abusadores do planeta. E tudo que avançou desde a mudança do Estatuto da Criança e do Adolescente, eu tive o orgulho e a alegria de assinar essa lei! – pontuou.

Ele reconheceu a importância dos últimos governos e registrou ter apoiado as duas eleições de Luiz Inácio Lula da Silva e a eleição de Dilma Rousseff. Malta disse, porém, querer fazer "aquilo que não foi feito" nas gestões anteriores, desde Fernando Henrique Cardoso, mencionando bandeiras como a redução da maioridade penal.

O senador registrou também que trabalha com atendimento a dependentes químicos há 35 anos, posicionou-se contrário à tolerância estatal quanto ao uso de drogas, disse que a população precisa ter direito de andar nas ruas sem medo da violência e o propôs fortalecimento da vigilância das fronteiras contra o tráfico de armas e drogas.

Magno Malta explicou que sua proposta de redução da maioridade penal não é inconsequente, mas sim busca uma real recuperação e reinserção de menores que cometem crimes graves.

– A minha proposta diz o seguinte: qualquer cidadão que comete crime com natureza hedionda perde a menoridade e é colocado na maioridade para pagar as penas da lei. Pela minha proposta, fica o Estado obrigado a construir centros de ressocialização para formação de campeões em esporte de alto rendimento para o país. Não estou falando de cadeia, nem de presídio. Esses meninos podem ser ressocializados, eles podem ser devolvidos, eles podem produzir alegria. Nós podemos tirar o fuzil da mão deles e colocar uma bola de basquete; tirar o fuzil e colocar na cintura deles uma faixa de jiu-jítsu; podemos botar uma luva de campeão na mão deles ao invés de uma pistola – detalhou.

Magno Malta afirmou ainda que está pronto para debater qualquer tipo de tema com os demais candidatos à Presidência e pediu a seu partido o direito de viajar por todo o país para discutir com a sociedade.

Em apartes, os senadores Lobão Filho (PMDB-MA), Eduardo Lopes (PRB-RJ), Eduardo Amorim (PSC-SE), Sérgio Petecão (PSD-AC), Walter Pinheiro (PT-BA), Blairo Maggi (PR-MT), Pedro Taques (PDT-MT), Waldemir Moka (PMDB-MS), Casildo Maldaner (PMDB-SC) e Randolfe Rodrigues (PSOL-AP) destacaram a coragem do colega em pleitear a candidatura dentro de um partido que está na base do governo federal e desejaram boa sorte na empreitada.

Fonte: Senado
Share on Google Plus

About Eginoaldo Oliveira

This is a short description in the author block about the author. You edit it by entering text in the "Biographical Info" field in the user admin panel.

Breaking News